terça-feira, 23 de dezembro de 2014

domingo, 14 de dezembro de 2014

Amor é ódio são coisas do sentimento

Amor e ódio são coisas do sentimento e não da racionalidade, porque o racional transcende e transmuta os princípios do dualismo.(Juahrez Alves)

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

sábado, 15 de novembro de 2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O Universo é mortal, porém infinito

Por Juahrez Alves

Em um lugarejo na região do Tibete, um discípulo aproximou-se do seu mestre com uma pergunta no mínimo curiosa:
- Mestre, estive pensando sobre o Universo, sobre esse mistério que envolve o Cosmos.
- E o que você quer dizer com isso, filho? - Interrogou-lhe o mestre.
- É que as pessoas não se cansam de dizer que o Universo é infinito, mas como podemos compreender algo tão grandioso cheio de infinitude abrigando corpos finitos, ou seja, corpos mortais?
- Pois é - disse o mestre. - O Universo é mortal, porém infinito. É como nós mesmos que temos uma alma eterna e um corpo finito.
E assim, diante das máximas do seu mestre, o discípulo foi dedicar o resto do seu dia às divagações dos seus próprios questionamentos.

Palavras do mestre Paulo Coelho



(Criado por Juahrez Alves)

Certo dia, um leitor encontrou-se com com Paulo Coelho no aeroporto de sua cidade, e pasmo com o brilho que aquele homem emanava de sua alma, resolveu lhe perguntar:

- Mestre, o senhor é mesmo um mago?

E o escritor não perdendo a oportunidade de revelar um segredo muito importante para aquele leitor, o qual, ele tinha certeza que era um amante da ficção, explicou-lhe de maneira muito cortês:

- Nada mais mágico do que o poder das palavras. Cada livro é uma nova dimensão. A gente sempre fica mais fortalecido depois da leitura de um bom livro.

Então, o seu seguidor entendeu que a magia está no poder da fé, e concordou que o poder das palavras, conforme o seu mestre lhe explicou, está na força do pensamento naquilo que queremos fazer acontecer.

Piada: Eu quero exame da minha bosta, doutor

Por Juahrez Alves

Uma senhora muito humilde, inclusive na maneira de falar, procurou um médico:

- Doutor, acho que tô com pobrema de intistino. A mia barriga sempe dói.

- Vou lhe passar um exame de fezes.

- Não, doutor. Eu quero um exame da minha bosta.

- Mas é isso mesmo, senhora. Vou lhe passar um exame de cocô. A senhora entendeu?

- Não, Senhor. Não tendi não. O senhor falou em feze, agora fala em coco. Para quê eu quero coco? Oxente! Afiná, esse mardito exame é de coco, de feze ou de bosta? Eu quero de bosta.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Piada: A biba desaforada

Por Juahrez Alves

Duas mulheres que estavam sentadas aguardando atendimento em uma clínica, observaram a chegada de uma bicha toda metida, e pela força do hábito, uma delas fez um comentário deselegante, em voz alta, e nada amistoso:

- Esse moço parece que tem um rei na barriga.

Ouvindo o que as mulheres disseram, a biba retrucou toda indignada:

- Impressão sua, meu bem. Eu ainda não estou grávida.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

domingo, 2 de novembro de 2014

sábado, 1 de novembro de 2014

Falta coragem para a descoberta do belo


O ser humano ainda não descobriu o belo porque lhe falta coragem.(Juahrez Alves)

Dicas de português: ideia de socorro e de saudação


Dicas de português: verbo Ir e verbo Ser


Inflação e infração

Por Juahrez Alves

O menino estava assistindo televisão e correu para junto de seu pai, dizendo:

 - Meu pai, falou na televisão que a inflação tá alta.

 - Pois é, meu fio. Com tanta corrupção como a do Mensalão, da Petrobras, do metrô de São Paulo, infração do trânsito nem se fala, só dá mesmo pra dizer que nesses partidos políticos tá cheio de infratores.

 - Mas eu estou falando de inflação, meu pai.

 - Dá no mermo. Tudo isso faz os preços subir lá pras artura.

 - Nossa! Qualquer doutor iria concordar com o senhor.

É preciso vencer o medo para descobrir o belo

É preciso vencer o medo para descobrir o belo.(Juahrez Alves)

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

A justiça é cega

Por Juahrez Alves

Certo discípulo estava sobrecarregado de dúvidas, e a que mais lhe deixava inquieto era a questão da violência. Então, ele foi até o seu mestre e, com um olhar contemplativo em direção àquele velho homem de face terna e brilhante, externou os seus questionamentos:

- Mestre, por que a violência predomina no meio social? Não somente aquela violência física, mas a violência moral, espiritual, psicológica, enfim, toda a violência que vai de encontro ao bem estar da humanidade.

O mestre continuou em silêncio por alguns segundos, como se ignorasse a aproximação do seu seguidor, mas logo virou-se para ele com um sorriso irônico no canto da boca:

- Filho, porque a justiça é cega.

- É cega de nascença? - perguntou o discípulo.

- Não. Os injustos a cegaram para punir os justos.

Ouvindo aquilo, o discípulo se deteve pensativo e saiu sem nada dizer. As palavras do seu mestre eram muito claras e podiam lhe deixar cego assim como a justiça.

Sua vida pode brilhar

O exercício da tolerância pode fazer a sua vida brilhar.(Juahrez Alves)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

terça-feira, 28 de outubro de 2014

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Piada: Sujeito simples, composto e indeterminado

Juahrez Alves
O menino chegou cansado da escola e perguntou ao seu  pai que também chegava da roça:


- Painho, o senhor sabe o que é sujeito simples, composto e indeterminado?


- Oh, meu fio, é fácil distinguir: o primeiro é um cabra bom, sem besteira com ninguém. O segundo  é um  fio da mãe que tem duas personalidades, e o terceiro é um abestado que não sabe o que quer da vida. Pronto, tá respondido.